Pagamento de condomínio em atraso: como resolver esse problema?

Um dos maiores desafios de um síndico é lidar com o pagamento de condomínio em atraso. Para evitar que os pagamentos atrasados se acumulem, criando despesas e reduzindo os recursos do condomínio, é essencial saber como agir, o quanto antes, para conseguir regularizar a situação.

Quer saber como negociar pagamentos em atraso e evitar o aumento da inadimplência? Acompanhe este artigo! Traremos as principais opções de negociação para implementar no condomínio!

Tenha regras claras para pagamentos em atraso

O que acontece quando o condômino faz o pagamento em atraso? Se você ainda não tem a resposta dessa pergunta muito clara, é hora de implementar regras. Se não houver consciência sobre as desvantagens em pagar o condomínio fora do prazo, a quantidade de devedores será maior.

As melhores práticas de cobrança de condomínio são fundadas na criação de consequências para a falta de pagamento. A mais simples de todas, que deve ser usada em primeiro lugar, é a imposição de multa para os pagamentos fora do prazo.

Facilite o pagamento

Nas dívidas de condomínio, raramente, a inflexibilidade é interessante. Isso acontece porque o condomínio não lucra com pagamentos em atraso. Pelo contrário: sem dinheiro para fazer melhorias, pagar despesas e manter o condomínio, os prejuízos para a gestão são, cada vez, piores.

Pensando nisso, tenha opções de pagamento facilitado para regularizar a situação. Oferecer parcelamentos é uma forma de evitar a suspensão completa dos pagamentos, pois cria condições para que o condômino mantenha os pagamentos mensais, enquanto resolve as pendências de forma parcelada.

Agilize a cobrança

O condomínio deve ter um cronograma escalonado de cobrança, com diversas iniciativas para contato e negociação, desde o primeiro dia de atraso. Uma cobrança ágil previne que o devedor tenha um agravamento de sua situação, aumentando as chances de recuperação de crédito.

Os cronogramas em cada condomínio podem variar, mas é importante começar com iniciativas mais simples, como telefonemas e notificações, depois partindo para opções mais drásticas, como o processo judicial. Em todas as fases, estar aberto para negociar e oferecer pagamento facilitado aumentará as chances de êxito da cobrança.

Envie notificações

Após a aplicação de multa, é importante que o condomínio tenha um cronograma de cobranças, enviando notificações para tentar uma negociação amigável. É importante que as notificações sobre o atraso não demorem a acontecer, pois, quanto mais tempo demorar e mais parcelas se acumularem, maior a dificuldade de resolver a questão.

Ofereça alternativas

É sempre bom oferecer mais de uma opção para pagamento do condomínio em atraso. Tenha em mente que, quanto mais rápido o devedor pagar, melhor. Assim, torne o pagamento rápido mais vantajoso, com descontos em penalidades para quem dá uma entrada ou quita os valores pendentes à vista. Para aqueles que não conseguirem arcar com a dívida toda de uma vez, é bom oferecer várias opções de parcelamento.

O pagamento de condomínio em atraso é uma preocupação constante dos responsáveis pela gestão de condomínio, que devem contar com um cronograma de cobrança ágil, visando manter os pagamentos pontuais. Evitar altos índices de inadimplência é essencial para a saúde financeira dos condomínios.

Gostou do artigo? Para se aprofundar mais, confira nosso artigo sobre inadimplência em condomínio!

Receba inovações e boas práticas para a gestão condominial!

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.