Conheça as 4 principais funções e deveres do síndico

Se você administra um condomínio, é fundamental conhecer as funções e os deveres do síndico. Esse conhecimento é importante para que você consiga realizar a gestão do condomínio, de maneira eficiente, além de estar em conformidade com o que a legislação trata sobre o assunto.

De forma geral, as competências do síndico estão previstas no artigo 1.348 do Código Civil Brasileiro de 2002. Para que você entenda melhor sobre como atuar, na prática, explicamos mais profundamente, nos tópicos abaixo, como as principais ações devem ser feitas. Acompanhe!

1. Convocar assembleias

Assembleias são reuniões com a participação dos moradores, proprietários, representantes e administradores, com o objetivo de decidir sobre o futuro do condomínio. O síndico deve marcar essa reunião, divulgá-la e ministrar debates, que podem ser sobre alteração no valor da taxa condominial, realização de obras necessárias e úteis, assuntos controversos, alteração do regulamento interno, entre outros.

No final, ele deve elaborar uma ata da reunião com a lista de presença dos moradores e proprietários, a data, hora, local, presidente e secretário da assembleia. Para evitar disseminação do Coronavírus, recomendamos que o síndico faça essas reuniões à distância. Isso pode ser feito com um aplicativo de gestão que permita fazer assembleias online.

2. Combater a inadimplência dos condôminos

É dever do síndico cobrar as taxas condominiais e as multas devidas dos inadimplentes, evitando o desequilíbrio das contas e prejudicando a manutenção do condomínio. Geralmente, há aplicação de multa, por cada dia que o pagamento dessa contribuição tem atraso. Caso a inadimplência ultrapasse o prazo de um mês, o síndico já pode fazer a cobrança do valor na justiça.

Um aplicativo especializado também pode ajudar no processo de cobrança. Ele envia boletos e 2ª via, eletronicamente, e ainda permite agendar pagamentos, emite alertas de vencimentos e faz cobrança de valores vencidos dos inadimplentes, por diferentes canais (e-mail, SMS, correios, aplicativo, entre outros).

3. Elaborar o orçamento das receitas e despesas anuais

Esse é um documento que projetas todas as entradas de dinheiro e gastos que o condomínio terá, durante um ano. O síndico deve listar despesas, como manutenções, pagamento de funcionários e prestadores de serviços, consertos, pró-labore do síndico, entre outras contas, e levar para aprovação em uma assembleia geral.

Use um aplicativo de gestão de condomínio que traz o histórico de consumo do condomínio, controle de patrimônio, documentos e relatórios sobre gastos, para que nenhum valor esteja faltando no orçamento.

4. Garantir o cumprimento das normas do condomínio

O síndico deve seguir e fazer com que os condôminos obedeçam às regras previstas no regulamento do condomínio, o que engloba a convenção, o regimento interno e determinações decididas em assembleias. Por exemplo, se foi decidido em assembleia que as encomendas devem ser entregues na portaria, por medidas de segurança contra a COVID-19, é importante que o administrador faça com essa disposição seja cumprida.

Nesse caso, tenha um aplicativo que alerte os moradores e o síndico sobre a chegada de encomendas, bem como que permita fazer o registro em um Livro de Ocorrências, quando há descumprimento das normas.

O síndico desempenha um importante papel na gestão do condomínio e no bem-estar dos moradores. Para garantir o cumprimento das funções e deveres do síndico, adequadamente e de forma otimizada, é necessário utilizar inteligentemente a tecnologia.

Quer obter mais conhecimento sobre o assunto e garantir a boa gestão condominial? Leia nosso artigo que explica o que é e como fazer um planejamento de condomínio!

Receba inovações e boas práticas para a gestão condominial!

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.