Controle financeiro de condomínio: como fazer? Descubra aqui!

Quem faz o controle financeiro de condomínio sabe como é importante ter uma gestão organizada e os prazos em dia. E isso vai além de ter tudo registrado, pois é uma forma de cuidar para que todos os moradores fiquem tranquilos e suas necessidades sejam atendidas.

Garantir a transparência das finanças pode melhorar o convívio e o comprometimento dos condôminos com as áreas privadas e comuns. Para que isso seja possível, basta investir em boas práticas de gestão. Continue lendo este post para saber como fazer o controle financeiro de condomínio.

Faça um bom planejamento

Essa prática é indispensável para garantir a eficiência do seu gerenciamento de finanças, pois ela mostra o que é necessário para obter sucesso nessa missão.

Portanto, levante a condição financeira do condomínio, registre o que entra e o que sai do caixa — bem como as possíveis receitas (recebimentos) e custos dos meses posteriores — para definir um limite de dinheiro mais seguro através de uma previsão orçamentária. Dessa forma, você administrará as finanças sem prejudicar o caixa.

Um bom planejamento facilita o diagnóstico de erros de controle financeiro, descobrindo os motivos que levam a esses problemas. Com isso, você encontra diversas maneiras de evitar equívocos causados por desatenção.

Levante todas as despesas e receitas

É essencial que tudo seja computado para evitar a perda ou desvio de informações importantes. Esse controle era feito manualmente, mas as inovações tecnológicas já oferecem ferramentas que simplificam esse processo.

Um sistema de gestão de condomínio on-line, por exemplo, facilita o registro e o acesso aos dados necessários, além de garantir sua integridade. Essa ferramenta vai além de agilizar o controle financeiro, pois também gera estabilidade e segurança. Além disso, libera acesso restrito a pessoas autorizadas (síndicos e condôminos).

Sem contar que é possível prever orçamentos, emitir boletos, criar relatórios (de contas a pagar/pagas, de movimentação da conta e de balancetes) e fazer consultas de cartas e circulares, atas, contratos, regulamentos, entre outras funcionalidades.

O melhor de tudo é que essas aplicações favorecem o seu trabalho como síndico, demonstrando zelo com a parte financeira do condomínio — o que ajuda resolver dúvidas comuns e problemas corriqueiros.

Mantenha um fundo de reserva

Não tem como fugir de imprevistos. Justamente por isso, é preciso ter uma reserva emergencial. Mas é importante seguir o que determina a convenção (documento que contém normas de convivência de gestão condominial). Nela é possível obter informações sobre a forma e o percentual de contribuição dos condôminos para o fundo de reserva, que geralmente varia entre 5% a 10% da taxa condominial.

Lembre-se que antes de utilizar o fundo para resolver emergências ou fazer melhorias, é importante avisar ao menos o conselho, devendo posteriormente ser ratificado em ata na próxima assembleia, para dar transparência à sua gestão.

Atenção à inadimplência

Inadimplência é um assunto sério, pois compromete a previsão orçamentária e afeta a saúde financeira do condomínio. Para evitar esse problema, tenha um eficiente processo de cobrança a fim de receber as cotas atrasadas e reduzir seu acúmulo. O objetivo neste caso deve ser reduzir o prazo entre o vencimento e pagamento, para que a inadimplência não prejudique muito o caixa. Por fim, fuja dos erros de gestão de condomínio, como:

  • desconhecer normas habitacionais;
  • executar obras sem aprovação;
  • falta de comunicação com os moradores;
  • não disponibilizar documentos;
  • não ter o registro da entrada e a saída de dinheiro;
  • não investir em tecnologia.

Ao evitar esses equívocos e colocar em prática as nossas dicas de controle financeiro de condomínio, você fará uma administração condominial de qualidade. Assim, demonstra responsabilidade e comprometimento perante todos os moradores, gerando uma relação de confiança de longo prazo. Isso é essencial para manter a integridade de seu trabalho como síndico.

Se você gostou deste conteúdo e deseja acompanhar novidades sobre gestão de condomínios, curta nossa página no Facebook.

Receba inovações e boas práticas para a gestão condominial!

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.